Oração e ações de graças

Oração e ações de graças

Todo dia uma devocional para sua família. Leia mais….

16/05/2020

“Perseverai na oração, vigiando com ações de graças.”
Colossenses 4.2.

Ouça o áudio deste devocional gravado pelo Pr. Laurindo.

Oração e ações de graças são dois temas que o apóstolo Paulo geralmente relaciona em suas cartas. Por exemplo, em Filipenses 4.6, ele diz: “Não andeis ansiosos por coisa alguma; pelo contrário, sejam os vossos pedidos plenamente conhecidos diante de Deus por meio de oração e súplica com ações de graças”. E, em 1Tessalonicenses 5.17, 18: “Orai sem cessar. Sede gratos por todas as coisas, pois essa é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”.

Minha conclusão diante dessa relação que Paulo faz entre a oração e a ação de graças é que o Senhor espera que dependamos Dele em tudo, por meio da oração, mas que também nos alegremos em sua vontade, o que resulta em ação de graças.

Essa compreensão depende da concepção que você tem da oração. Se você pensar que o objetivo dela é unicamente pedirmos bênçãos a Deus a fim que ele nos atenda, dificilmente você apresentará um coração grato e ficará frustrado. Porém, se você compreendê-la como um meio de se relacionar com Deus como um filho se relaciona com um pai, o resultado será bem diferente.

Deus é um Pai gracioso. Por isso, ele se relaciona com seus filhos através da oração, ouvindo-os em suas necessidades, consolando-os nos momentos difíceis renovando suas forças em meio às lutas, atendendo os pedidos conforme a sua vontade.

Como um Pai perfeito, ele sempre fará o melhor para nós. Por isso, alegremo-nos em Sua vontade e como a Palavra nos ensina, ao orarmos e falarmos com Deus, apresentemos a Ele corações gratos.

Para refletir:

I) Como um Pai perfeito, nem sempre Deus atenderá os nossos pedidos dizendo “sim”, pois há ocasiões em que o melhor para o filho é que o Pai lhe diga “não” ou “espere”.

II) Desenvolva um relacionamento com Deus por meio da oração. Ele deseja se relacionar com você.

Que Jesus abençoe você e sua família.

Pr. Cleverson Pereira Rodrigues