Diáconos batistas

Diáconos batistas

Considerando a importância do ministério diaconal para os nossos dias, faz-se necessário reconhecer que vivemos num mundo dominado por múltiplas religiões e denominações, num mundo dominado por um materialismo que tem levado as pessoas a pensar somente no aqui e no agora, num mundo onde a ética cristã sofre constantemente devido ao relativismo que tem influenciado a vida de muita gente com uma moralidade voltada para o pecado do adultério e da prostituição. Temos ainda, neste mundo, dominado pela era digital, a falta de vontade de se construir uma comunidade de amor, onde as pessoas possam desfrutar de um relacionamento fraterno.

Vê-se um crescimento exacerbado das tendências suicidas presentes na vida tanto de pessoas jovens, quanto de pessoas idosas. Outro fator que muito nos preocupa no mundo em que vivemos é o grande número de famílias que têm sido desconstruídas, desmanteladas, pela falta de relacionamento e de amor dentro do lar.

Na atualidade também temos, no campo eclesiástico, a falta de interesse de determinados pastores ou líderes eclesiásticos pelo ministério diaconal. Suas igrejas não têm diáconos, simplesmente, porque não dão valor a esse ministério. Diante desse quadro, podemos concordar com uma análise da “Fundamentação teológica da diaconia” feita por HeinzDietrich Wendland, na qual ele diz: “Não estamos mais na situação social dos fundadores e pais da diaconia de 120 e 100 anos atrás, estamos sendo acossados pelas transformações que ocorrem no Estado e na sociedade” (In Kjell Nordstokke (org). A diaconia em perspectiva bíblica e histórica. São Leopoldo: Sinodal, 2003, p. 221).

Neste Dia do Diácono Batista, vemos o ministério diaconal com um grande desafio à frente, desafio este que inclui a ajuda aos pastores, para que se sintam livres para exercer o ministério pastoral, investindo tempo na oração na pregação da Pa l avr a como ensina o Novo Testamento. Outro desafio que os diáconos têm é o suporte à liderança da igreja na promoção da paz, no cuidado do bem-estar dos crentes, no zelo pelo testemunho do Evangelho junto às suas famílias e perante o mundo.

É bom lembrar que o termo “diácono”, vem da palavra grega diáconos e significa apenas “servo”. Biblicamente não se refere a um título, mas sim a um ministério, cujo propósito é servir ao Senhor cuidando da Igreja na área da ação social, na visitação aos enfermos, no cuidado para com os que caem em pecado, na promoção da unidade e da paz dentro da Igreja.

Parabéns aos diáconos batistas deste nosso grande País e aos nossos novos diáconos que ora assumem esse brilhante ministério que Deus tem colocado diante deles! Que a promessa da Palavra se cumpra em suas vidas: “Pois os que servirem bem como diáconos irão adquirir lugar de honra e muita confiança na fé que há em Cristo Jesus” (1 Timóteo 3.13).

Para tanto, que Deus nos abençoe.

Seu pastor e amigo,

J. Laurindo.