Gratos pela igreja

Gratos pela igreja

Gratidão é uma palavra rara no vocabulário de algumas pessoas. Todavia, na boca de um cristão, ela deve estar presente todos os dias. Devemos ser gratos a Deus pela salvação em Cristo Jesus, mesmo não sendo merecedores.

Devemos ser gratos a Deus pela bendita habitação do seu Espírito em nossas vidas. Devemos ser gratos a Deus pela família que Ele nos deu, em especial os cônjuges, pais, avós, filhos, netos e bisnetos, e, para os de vida longa, os tataranetos. Devemos ser gratos a Deus pela Igreja que foi instituída por Jesus Cristo. Ele é o seu Cabeça, o Sumo Pastor, o Pastor e Bispo de nossas almas. Assim, existem muitos motivos que nos levam a ser gratos a Deus pela igreja. Eis alguns:

1) A Igreja é o Corpo de Cristo (ver Romanos 12.5 e 1 Coríntios 12.27). Os que um dia O receberam como Salvador, desde então passaram a ser parte integrante do Seu Corpo. Neste sentido, devemos ser gratos ao Senhor. Ele nos aceitou em sua Igreja e nos tornamos, então, membros dela. Não membros de uma associação qualquer, não membros de um clube, não membros de uma sociedade, não membros de uma empresa, mas membros do Corpo de Cristo. Um organismo vivo, onde cada um faz a sua parte para o funcionamento do Corpo.

2) A Igreja é sustentada pela generosidade de seus membros (ver 2 Coríntios 9.11b-15). O sustento da Igreja não vem do Estado, não vem dos cofres públicos, não vem das empresas nacionais ou multinacionais, não vem dos cofres de partidos políticos, não vem dos cofres de organizações governamentais, mas vem do bolso, do trabalho, da dedicação de crentes sinceros e fiéis ao Senhor na devolução dos dízimos e na entrega das ofertas. O sustento da Igreja vem de crentes que oram confiando que Deus manda o sustento para a sua Igreja. Somos muito gratos ao Senhor pelos irmãos que contribuem, generosamente, não com tristeza ou por obrigação, entendendo que é um privilégio participar do sustento da obra de Deus aqui na terra. Por isso, devemos ser gratos aoSenhor, pois a “generosidade resulta em ação de graças a Deus” (2 Coríntios 9.11). Obrigado, irmãos, por sustentarem a Igreja através de sua generosidade na entrega dos dízimos e ofertas ao Senhor!

3) A Igreja é uma família (ver Efésios 2.19). Como é bom pertencer à família cristã! Que privilégio! Que honra! Por isso, devemos ser gratos a Deus. Em sua Igreja nos tornarmos membros uns dos outros, irmãos e irmãs em Cristo Jesus. Paulo mostra que, na Igreja, somos “Membros da família de Deus” (Efésios 2.19). É nessa “família” que nossos relacionamentos são fortalecidos. É nessa “família” que vemos nossos filhos crescerem conhecendo e amando a Jesus! Somos gratos a Deus pela “família” que nos deu: a Primeira Igreja Batista de Niterói! Senhor, gratos Te somos pela Igreja, o Corpo de Cristo! Obrigado pelos irmãos que a sustentam e por nos aceitar como filhos nascidos na família de Deus!

Seu pastor e amigo, J. Laurindo