Compaixão de Suzano

Compaixão de Suzano

A cidade de Suzano fica localizada na grande São Paulo, próxima a Mogi das Cruzes. É formada por uma população de descendentes de japoneses e por pessoas oriundas de diversas regiões do Brasil. Suzano tem um forte comércio, grandes companhias, tais como a Suzano Papel e Celulose, além de indústria de medicamentos, dentre outras.

A cidade tem um povo trabalhador. Quanto à igrejas evangélicas, são várias, desde as chamadas históricas até as mais novas. Encontramos em Suzano, escolas, colégios e faculdades. Há muitos estudantes, em sua
maioria jovens. Uma grande parte deles trabalha e estuda, mas, infelizmente, também há jovens desempregados e muitos que se perderam nas drogas e nos vícios em geral.

Os problemas da cidade, os problemas dentro de casa, têm invadido escolas e outras organizações. Vimos isso nessa última semana. Quanta violência! Quantas mortes de adolescentes! Que tristeza para a cidade e também para o Brasil. Ficamos consternados diante da violência de jovens que não
buscaram o nosso Deus, de jovens que, com certeza, não foram criados na doutrina e admoestação do Senhor e que, talvez, não tenham tido a oportunidade de serem instruídos na Palavra.

A escola, a cidade, o povo Suzanense está de luto. Há choro, há desespero em várias famílias. Como deve ser difícil para um pai, para uma mãe, não poder ver o seu filho indo e voltando da escola. Como deve ser difícil
para um professor não poder contar com a presença dos seus alunos em classe. Como deve ser difícil para a própria escola não poder contar mais com os funcionários que se foram. Como deve ser difícil uma igreja
não poder contar mais com o seu adolescente.

Por isso, todos precisam da compaixão do Senhor! Essa compaixão vem do coração do Senhor Jesus. Ao ver as multidões, diz o Evangelho de Mateus, “compadeceu-se delas, porque andavam atribuladas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor” (Mt 9.36).

A compaixão de Jesus é extensiva às famílias de Suzano e de todo o Brasil. Não queremos ver cenas como aquelas que aconteceram na escola suzanense se repetindo em outras escolas do Brasil. A mídia tem mostrado um histórico de violência em escolas norteamericanas, mas esse não é um problema só dos EUA, é também um problema nosso, é um problema que vai além-fronteira.

Temos que ter mais cuidado. Só poderemos ver escolas sobrevivendo sem violência, se os nossos adolescentes e jovens forem orientados pelos pais a se comportarem dignamente na escola, na sociedade em geral.

Todos nós precisamos da compaixão do Senhor a fim de que os adolescentes e jovens, deste tão grande País, não se percam nas drogas, não optem pela violência, mas sejam obedientes aos pais, aos professores e
as autoridades em geral.

Senhor, tem compaixão de nossos filhos!
Tem compaixão de nossas famílias!
Tem compaixão das escolas, seus diretores, professores e funcionários!
Tem compaixão do Brasil!
Tem compaixão de Niterói!
Tem compaixão de Suzano!

Seu pastor e amigo,
J. Laurindo.